BIOLOGIA DO AMOR

Updated: Jul 29, 2019

Refazendo Sua História <patriciamarinhopsi@gmail.com>



Vamos falar biologicamente e como os nossos órgãos internos influenciam nas nossas relações interpessoais. Segundo Fredickson, os principais personagens biológicos relacionados ao amor são: cérebro, ocitocina(um hormônio que passa pelo corpo inteiro) e o décimo nervo craniano que passa pelo cérebro, coração e pulmões e vários órgãos internos nervozinho importante esse né? Faz sentido ele ter tudo haver com o amor.

Como acontece o amor no cérebro? Parece espantoso, mas nossas funções cerebrais, tão biológicas, tão dentro de nós e ao mesmo tempo distantes, podem nos ajudar a entender um pouco do amor.

Então Hasson da Universidade de Princeton fez um mapeamento do cérebro de duas pessoas, na qual uma contava uma história super interessante e envolvente e a outra pessoa escutava essa mesma história em fones de ouvido, enquanto o seu cérebro, era mapeado depois era pedido para a pessoa que estava ouvindo a história contar o que ouviu enquanto o cérebro era escaneado novamente. Os pesquisadores foram emparelhando as histórias e o escaneamento do cérebro que deve ter dado uma trabalheira, mas amamos esses pesquisadores, pois eles nos ajudam a entender um bocado de coisas. Os pesquisadores foram procurando os momentos dos acoplamentos, quando o cérebro das duas pessoas , estão no mesmo momento. E percebeu-se que o acoplamento era amplo, ou seja, falar com e ouvir a voz humana ativa muito da mesma atividade cerebral basicamente ao mesmo tempo. Esse experimento foi feito com 10 pessoas, que nunca se viram e nem se conheciam.

Hasson a partir dessa pesquisa descobriu que quando se tem uma boa comunicação, seu cérebro está bem acoplado ao do seu interlocutor, e quanto maior esse acoplamento, maior a interação. Isso nós podemos perceber que ao estarmos com alguém que gostamos, curtindo suas histórias, divertindo-se com sua companhia, conseguimos antecipar o que o outro vai dizer, já aconteceu isso com você né?Alguns chamam de conexão. Pois devido ao acoplamentos o seu cérebro acompanha o movimento seguinte do parceiro. Acoplamento cerebral é o modo como entendemos um ao outro.

Durante esses estudos também se percebeu que emoções também podiam ser compartilhadas por duas pessoas ao mesmo tempo, essa mesma emoção seria distribuída em dois cérebros. Você sente o mesmo que o seu parceiro sentiu naquele momento.

Através desses estudos concluiu-se o que muitos de nós já sabíamos, que quando estamos bem a nossa noção de eu se amplia para incluirmos os outros em maior grau, as pessoas se aproximam. Acontecendo o contrário quando estamos mal ou indiferentes a nossa noção de eu diminui e acabamos afastando as pessoas. Quando estamos bem atraímos o bem


#tips #change

5 views0 comments

Recent Posts

See All